Escrito por Tendenzias

Dicas de paisagismo em vaso

Nem sempre é possível ter um jardim convencional. Muitas vezes uma área de piso de alvenaria obriga a optar por alternativas para conquistar um canto verde. Nesse caso, uma boa saída são os vasos e cachepôs. O segredo deste tipo de paisagismo está na harmonia visual do conjunto. Então a dica é começar pela escolha dos recipientes onde serão plantadas as espécies. Atente para a volumetria: as peças devem dialogar entre si. A combinação de materiais também é importante. Como existe uma grande variedade nesse quesito, se não quiser arriscar, o melhor é escolher uma única família. No entanto, é possível misturar até três opções diferentes. Um exemplo: vasos de terracota e vitrificados, com cachepôs de madeira.

Resolvida essa etapa, é hora de selecionar as plantas. O primeiro passo é eleger as que se adaptam às condições de seu espaço, isto é, sol, sombra ou meia-sombra. Depois, dentro desse universo, reserve as que juntas componham um arranjo coeso, levando em conta as dimensões das espécies.

Com os vasos e plantas certos, cuide agora do plantio. Aqui, o fator mais importante é a drenagem. Para que as espécies não morram por causa da terra encharcada, preencha os vasos da seguinte maneira: sobre o furo no fundo espalhe uma camada de 2 cm de cinesita, em seguida cubra com uma manta de drenagem, que filtra a água e evita que a terra entupa o dreno. Finalmente jogue por cima terra mista adubada. Metade do vaso deverá ser ocupada pelo torrão, mas sempre deixe um pouco de área livre para que a planta cresça. Complete com terra e cubra com uma forração (pedriscos, plantas rasteiras ou cascas de árvore), que manterá a umidade do solo e evitará respingos quando regar.

E por falar em rega, eis aí outro cuidado fundamental. Sem água, nenhuma planta sobrevive, portanto providencie esse alimento sempre que a terra estiver seca. Faça manualmente, usando um regador, ou por meio de irrigação eletrônica, método mais dispendioso, mas que possibilita programar corretamente a vazão, o tempo e a frequência das regas.

Conheça outros de nossos blogs:

http://cursoseducacao.com/
http://energiarenovaveis.net/
http://gravidezbebes.com/

Lo más interesante
Top 6
artículos
Síguenos