Escrito por Tendenzias

Dicas modernas de decoração de interiores

Na decoração de interiores de casas modernas há determinados mitos que eram regras no passado, mas que nos tempos de hoje não fazem sentido. Vamos propor-lhe três exemplos nos quais pode comprovar o que estamos a afirmar. A decoração moderna de interiores, de hoje, não deve obedecer a regras rigidas de decoração, principalmente no que diz respeito às cores e sua combinação.

Embora as regras de decoração sejam para evitar um desastre de decoração, algumas regras de cor, de fato, não fazem sentido. Vamos mostrar-lhe tomando como exemplo este quarto, de decoração arrojada, que usa um espectro de cores do pôr do sol.
O mito: As cores brilhantes e fortes tais como as da imagem podem chocar umas coma as outras, e criar um espaço desconfortável.
A realidade: Estes tons são encontrados juntos na natureza, o que significa que se complementam maravilhosamente. O truque é usar grandes blocos de cor lisa, mais do que uma mistura de padrões.

Coloque as camadas dos seus blocos de cor, com cuidado, e não cobra toda a superfície com tons fortes. Tente usar uma carpete cinza no chão, assim como alguns acessórios brancos para dar um aspecto, total, fresco e suculento, ao invés de um ataque de cegueira nos seus sentidos. Na fotografia, a cama estofada de amarelo e os lençóis brancos, levantam os vermelhos picantes e laranjas, evitando uma sensação pesada e monótona.

O mito: Azul e verde não se misturam.
A realidade: Aparentemente, essas duas cores são inimigas, mas o verde é feito de azul e amarelo, por isso faz pouco sentido. Talvez seja porque elas são uma potente mistura. Isso não significa, porém, que estão totalmente de lado, quando se trata de decorar com cores.

O truque aqui é ser corajoso com a cor do bloco, e garantir que se divide com um painel de padrão. Como vemos no exemplo a seguir, do chão ao teto, existe uma banda de azulejos que cria um ponto focal, que une os dois tons de cores lindamente.
Além disso, evite sombras escuras de azul e verde. Um verde relva (tipo campo de tênis) vibrante, funciona bem como cor de destaque para superficies de base azul e mobiliário azul, como ilustrado nesta atraente decoração de sala de jantar.

O mito: Nunca decorar quartos de criança com o preto.
A realidade: Não temos certeza de onde veio esse conceito. Talvez por parte dos pais que acreditavam que o pastel tinha qualidades que aumentavam a boa disposição. O que se passa é o seguinte, no caso dos mais jovens, o que os estimula mais é o padrão e não a cor. E o preto e o cinza são brilhantes para a criar padrões de decoração.

Pinte as paredes,  do chão ao teto com riscas verticais,  utilizando uma repetição de cerca de cinco faixas em tons de graduação (a partir de preto, passando por cinza até ao branco) isto irá adicionar profundidade.
Mantenha a luz no quarto, escolhendo o revestimento branco e a madeira, e adicionando pequenos toques de cor como o vermelho-fogo para criar vibração. Além de mobiliário suave numa mistura de padrões geométricos para o introduzir o fator divertimento.

Conheças outros de blogs http://previsoes.net/

Lo más interesante
Top 6
artículos
Síguenos