Escrito por Tendenzias

Dicas para decorar o quarto do bebé

Os pais tem  especial satisfação em preparar o quarto que vai receber o seu pequeno príncipe ou princesa – um projeto que deve ser ponderado e cuidadosamente planeado para que tudo esteja perfeito para a primeira noite passada em casa.

  • Esta vai ser a primeira grande prenda que vai oferecer ao seu bebé e antes de começar a comprar todas as miniaturas e ursinhos que lhe apareçam pela frente, pense na palete de cores que gostaria de ver aplicada nesse espaço. Recorra à Internet, às revistas especializadas ou visite directamente algumas lojas para começar a reunir ideias. Se optar por um estilo específico (desenhos animados, personagens da Disney, inspiração náutica…) ou um padrão (bolinhas, flores, riscas ou quadrados) – explore as diferentes possibilidades existentes para não tomar uma decisão precipitada.
  • Ambiente tranquilo, bebé tranquilo… no fundo será este o principal objectivo a atingir com a decoração deste quarto. Se gostar do tradicional cor-de-rosa ou azul, a sua tarefa será ainda mais fácil. Se não quiser seguir a tendência azul-para-menino e rosa-para-menina (ou ainda não sabe o sexo do bebé!), mas gosta da ideia de cores suaves a preencher o refúgio do seu pequenote, considere o branco, o bege, o amarelo, o lilás ou o verde, em tons delicados. No entanto, se a sua vontade for a criação de um quarto divertido e infantil misture todas as cores do arco-íris até encontrar a sua inspiração!
  • O passo que se segue é a escolha do mobiliário mas, se preferir, pode adquirir o mobiliário primeiro e só depois escolher a cor ou as cores que melhor se adequam às paredes e restantes elementos decorativos. Uma mobília branca ou de madeira clara, por exemplo, pode ser facilmente contrastada com têxteis coloridos, um papel de parede com cores fortes ou ainda com a pintura de animais ou outros motivos nas paredes. Por outro lado, uma mobília de madeira escura ou pintada em azul forte ou rosa choque combinará na perfeição com paredes ou acessórios mais subtis. A garantia é que ambas as soluções vão produzir um efeito visual interessante e encantador.
  • No que toca à mobília, o berço é sempre a estrela do quarto! Os modelos são inúmeros – aos mais tradicionais juntam-se modelos tão ousados como os berços redondos – e os tamanhos tanto encolhem como esticam. Nesse sentido, não se esqueça que o seu bebé vai crescer (e depressa!), por isso, há que ter a noção de que se optar por um berço lindo e redondo, em poucos meses terá que adquirir uma nova cama porque o seu pequenote já vai precisar de mais espaço! No entanto, a decisão é inteiramente sua!
  • Antes de adquirir o berço certifique que este cumpre todas as normas de segurança e que o espaço entre as grades não ultrapasse os 5-6 cm. Os berços cujas grades descem e sobem são um bónus, especialmente para as suas costas! Depois, não se esqueça do colchão! Este deve ser firme e encaixar perfeitamente na cama, ou seja, sem folgas dos lados.
  • O bebé ainda não nasceu e já tem de pensar no seu futuro? É verdade! Na fase de planeamento deste quarto, pense a longo prazo. Com algumas estratégias bem delineadas e aquisições acertadas, este poderá ser um espaço que servirá o seu filho(a) muito para além do seu primeiro ano de vida. Um maior investimento inicial (financeiro e temporal) pode trazer-lhe muitas vantagens nos anos vindouros.
  • Para além de uma cama que vai “crescendo” com o seu pequenote, compre sempre uma cómoda grande. Nos primeiros meses pode parecer excessivo, mas rapidamente perceberá que foi uma excelente aposta. Os bebés precisam de muitas coisas, as roupas depressa deixam de servir e uma nova estação chega de um dia para outro, ou seja, muitas coisas implicam muito espaço para organizar!
  • Aproveite as peças 2-em-1 que combinam a cómoda com o fraldário ou os móveis com banheira e fraldário incorporados. Para uma maior segurança do bebé, opte pelos fraldários que vêm equipados com um cinto e/ou uma grade de protecção. Nesta zona do quarto será ideal ter ainda um caixote do lixo e um cesto para a roupa suja… e também estes elementos podem combinar com a restante decoração.
  • Uma estante pode parecer excessiva agora mas, daqui a uns tempos, vai precisar dela para guardar mil e um livros, brinquedos e outras niquices! Até lá, aproveite-a para ter tudo à mão – fraldas, cremes, medicamentos, toalhas – e se não quiser pousar tudo directamente nas prateleiras, encaixe vários cestos ou caixinhas iguais para guardar os objectos de primeira necessidade, sem descurar a decoração do quarto. Utilize as gavetas ou armários embutidos para guardar roupas, toalhas e lençóis. Se quiser pendurar vestuário, compre cabides pequenos porque os de adulto podem danificar calças e vestidos tão minúsculos. É tudo uma questão de combinar inteligentemente as diferentes necessidades do recém-nascido e da sua família com o espaço disponível no quarto do bebé.
  • Os cestos ou caixas com tampa em vime, verga ou bambu, são perfeitos para guardar as roupinhas que já não servem ou que estão grandes, sapatinhos, cobertores, brinquedos ou as muitas prendas que o seu pequenino vai receber de familiares e amigos. Como são amontoáveis, ocupam pouco espaço e a sua beleza natural pode ainda ser potenciada se optar por forrá-las num tecido que condiz com a restante decoração. Os baús em madeira são outra opção igualmente interessante.
  • Outra peça indispensável para este espaço é uma cadeira de embalar ou uma poltrona onde, para além de amamentar ou adormecer o seu bebé, poderá ser, no futuro, o palco perfeito para contar muitas histórias e ler outros tantos livros. Para que tenha sempre tudo o que precisa ao seu lado (e não tenha que interromper momentos de sossego preciosos!), coloque uma pequena mesa ao lado desta cadeira com toalhitas, fraldas de pano, brinquedos, uma chupeta suplente e até um candeeiro para criar um ambiente mais aconchegante.
  • Agora há que “vestir” o quarto do bebé com têxteis confortáveis e fofos. Edredões, cobertores, mantas, lençóis protectores para o colchão, jogos de lençóis, resguardos para o berço – tudo no plural porque como todos sabemos, os bebés sujam muito, desde eles próprios a tudo e a todos aqueles que os rodeiam!
  • A seguir divirta-se com a escolha de alguns acessórios extra. Elementos como cortinas, almofadas, molduras, brinquedos, peluches, livros, um mobile alegre, que pode ou não ser musical, um dossel sobre a cama (que provavelmente terá que subir ou remover quando o pequenito já se conseguir pôr de pé!), completam o lindo ambiente que criou para receber o seu bebé!
  • A iluminação deve ser suave e acolhedora, sem esquecer uma luz de presença para noites tranquilas. Esta sensação de conforto deve ainda ser transmitida para o chão – escolha uma carpete de grandes dimensões para abranger todo (ou quase todo!) o quarto, ou vários tapetes que também podem servir para “dividir” o quarto em zonas distintas. Escolha-os em cores e/ou padrões que se enquadram na decoração já definida.
  • Para um quarto com uma personalidade única, pode adicionar pequenos detalhes que terão um enorme impacto: pinte os puxadores de uma simples cómoda branca ou de madeira com uma ou mais cores existentes na palete de decoração; pendure laços ou outros brinquedos nos puxadores; utilize stencils, carimbos, autocolantes (estrelas que brilham no escuro) para decorar as paredes de forma criativa, seja com imagens, motivos, uma frase inspiradora ou o nome do seu bebé. Se for um artista (ou se conhecer algum!) aproveite uma das paredes do quarto para pintar um cenário completo e muito especial.
  • Quanto tiver tudo decidido e comprado, comece por pintar o quarto ou colocar o papel de parede, depois faça a montagem do mobiliário e, por fim, distribua e organize os acessórios básicos e decorativos.
  • No final, antes e depois do bebé nascer, desfrute também você desta obra de arte, onde o seu mais que tudo vai ter espaço para brincar, aprender, crescer e sonhar!

Conheça outros de nossos blogs:

http://cursoseducacao.com/
http://energiarenovaveis.net/
http://gravidezbebes.com/

Lo más interesante
Top 6
artículos
Síguenos